Após mudança de estilo, Dorival celebra vitória do São Paulo

Dorival Júnior admite: abriu mão de tentar controlar o jogo para recuar, e fazer o São Paulo. Foi com essa postura que o time conseguiu vencer o Cruzeiro de virada, por 3 a 2, no Morumbi, e terminará a rodada fora da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro porque a Chapecoense não joga. E é o espírito de luta do time que servirá como modelo.

– Com relação ao rendimento, antes, fizemos alguns jogos com bom futebol, criando oportunidades e, de repente, resultado não aparece. Isso cria dificuldade maior, instabilidade. Você vem para outra partida com outra proposta, dando a bola ao adversário. Tomamos virada, mas tivemos torcedor dando espetáculo desde a chegada, impressionante, e revertemos – analisou Dorival Júnior.

– Não foi um grande jogo tecnicamente da nossa parte, mas o resultado foi fundamental, importantíssimo, resultado-chave nesse momento. Espero ter equilíbrio no jogo seguinte para termos mais lucidez com a bola nos pés. Isso é um fator importante a se corrigir, além de outros posicionamentos. Só tenho de enaltecer espírito de luta. Eu me preocupava quando fazíamos jogo de alto nível e não vinham resultado. Hoje, jogo com outra características, saímos com outro resultado – prosseguiu.

O técnico diz que resolveu jogar de forma mais recuada após sofrer para vencer o Botafogo por 4 a 3 e, nos dois jogos seguintes, perder confrontos diretos para Coritiba e Bahia, rivais diretos na briga para sair da faixa de descenso. Contra o Avaí, no próximo domingo, em Santa Catarina, o Tricolor deve voltar a atuar assim.