Felipe Melo cobra reintegração ao elenco a diretoria

A novela Felipe Melo ganhou um novo capítulo nesta quinta-feira. Os advogados do meio-campista entregaram ao clube uma notificação extrajudicial, pedindo sua reintegração ao elenco. Ele foi liberado após um atrito com Cuca, mas até o momento não encontrou um novo clube. Conforme publicou o Uol, o jogador alega que não está recebendo condições de trabalho semelhantes a de seus companheiros. O camisa 30 está treinando em horário alternativo e normalmente faz vídeos nas redes sociais de suas atividades sozinho na Academia de Futebol.

Já houve casos em que jogador acionou clube na Justiça por situação semelhante. Um exemplo é de Kleber, no Grêmio. Na época, ele cobrou quase R$ 17,5 milhões alegando danos morais (por treinar separado), além de direitos de imagens atrasados e a rescisão, chegando a quase R$ 30 milhões. No fim, as partes entraram em um acordo, e o jogador deveria receber R$ 7,2 milhões, mas a discussão segue nos tribunais.

O Verdão ainda não se pronunciou sobre o caso, mas estuda como agir depois de receber o documento. Se reintegrá-lo, evitará um processo, mas ao mesmo tempo vai desagradar Cuca.

Felipe teve um atrito com o treinador e sua liberação veio depois de vazar um áudio em que chama o técnico de “covarde, mentiroso e mau caráter”. Foi após isso que o jogador teve uma outra rotina determinada pela diretoria. Ele e o técnico dificilmente trabalharão juntos novamente. Desde que passou a não fazer parte dos planos, Felipe não recebeu propostas oficiais. Foi sondado por times da Espanha, Turquia e Inter, mas nada avançou até agora. Com contrato até o fim de 2019 com o Verdão, a intenção do jogador é ficar no Brasil.