Osmar Lucindo não é mais diretor de futebol do Goiás; Márcio fará “ligação” entre elenco e direção

Chegamos em Setembro e o Goiás ainda realiza mudanças dentro de sua comissão técnica. Após a derrota para o Paraná, dentro do Serra Dourada e só ficar fora da zona de rebaixamento por causa dos critérios de desempate, Osmar Lucindo foi desligado do seu cargo de diretor de futebol. O dirigente irá retornar para seu antigo cargo, nas categorias de base e o cargo ficará vago no profissional até que um novo profissional seja contratado. Quem anunciou a decisão foi Mauro Machado, médico e assessor do presidente Marcelo Lima.

– São situações que acontecem em momento de crise, tanto é que tivemos a renúncia do presidente (Sérgio Rassi). A renúncia do presidente e o pedido de saída do Osmar foram gestos de grandeza para ajudar o clube que amam. Eles entendiam que nesse momento não estavam contribuindo e que o afastamento seria melhor para o clube – disse Mauro Machado.

Márcio

O goleiro contratado na última temporada ainda não atuou dentro das quatro linhas nesta temporada, mas terá uma função fora do campo. O experiente jogador será o “interlocutor” dos jogadores para a direção, visto que a comunicação entre ambas as partes não está tão boa. Marcio disse que entendeu o pedido da diretoria e que encara com naturalidade.

– Sou funcionário do Goiás. É o Goiás que coloca o alimento em casa para meus filhos. Eu não poderia deixar de ajudar nesse momento. Acho que o momento demorou para ser entendido, mas agora todos entenderam. O objetivo é livrar do rebaixamento. Me propus a ajudar e vou fazer esse intercâmbio para que a gente tenha um pouco mais de comunicação e harmonia e para que as vitórias comecem a voltar para o Goiás – disse Márcio.