Santos demite Dorival Jr após derrota em clássico; Levir é objetivo

A derrota diante do Corinthians por 2 a 0, na noite deste sábado (3), na Arena Corinthians, em São Paulo, custou caro para o treinador Dorival Júnior. Ele não é mais o técnico do Santos Futebol Clube. Diretoria e treinador entraram em comum acordo para o desligamento do profissional. O ex-camisa 11 Elano, que no início desta temporada passou a integrar a comissão técnica permanente do Santos FC como auxiliar técnico, assume a equipe santista interinamente.

Em sua mais recente passagem pelo Alvinegro Praiano, que durou de julho de 2015 a junho de 2017, pouco menos de dois anos, ele conquistou o Campeonato Paulista 2017, além do vice-campeonato da Copa do Brasil 2015 e do Campeonato Brasileiro 2016, posição que classificou o Peixe para a fase de grupos da Conmebol Libertadores Bridgestone 2017.

A primeira passagem de Dorival Júnior no Santos FC aconteceu em 2010, quando levou o clube a duas conquistas: Campeonato Paulista 2010 e Copa do Brasil 2010. Ele permaneceu no comando do Alvinegro Praiano por nove meses naquela ocasião.

Na duas passagens como treinador do Santos FC, Dorival Júnior chegou à marca de 189 jogos (111V / 34E / 44D), números que o colocam como 7º técnico que mais vezes comandou o Alvinegro Praiano à beira do gramado.

Levir Culpi

O Santos segue sem treinador pelo menos até esta terça-feira. Isso porque uma reunião entre a diretoria alvinegra e Levir Culpi, que se arrastou durante a tarde desta segunda, terminou sem o acerto entre as partes. Mesmo assim, os santistas saíram do encontro confiantes e esperam anunciar o novo técnico durante a próxima manhã.

O acerto entre as partes já está bem encaminhado. Durante o encontro desta segunda, o presidente Modesto Roma Júnior ofereceu um contrato até o final do ano, com salário girando em torno de R$ 250 mil. Levir gostou da oferta, mas deixou para ‘bater o martelo’ apenas nesta terça. O novo comandante trará ao clube um auxiliar técnico e um preparador físico.