Se confirmar sua saída, Neymar pode render ao Santos quase o mesmo que primeiro trimestre deste ano

O Santos acompanha com expectativa a novela em que se transformou a possível transferência de Neymar para o PSG, da França. Além de entender ter direito a uma indenização por ter sido um dos formadores do atacante, o clube também deverá receber € 4,5 milhões (cerca de R$ 16,6 milhões) do Barcelona pelo amistoso acordado com os catalães na transferência do jogador, em 2013, e que nunca foi realizado.

Somados, os dois valores chegam a R$ 49,6 milhões – quase o mesmo que o Santos arrecadou no primeiro trimestre deste ano com o futebol profissional, R$ 51 milhões, segundo balancete publicado no site do clube.

O contrato previa a disputa de duas partidas, uma na Espanha, outra no Brasil, no período em que Neymar mantivesse vínculo com o Barcelona. O primeiro jogo aconteceu em agosto de 2013 e terminou 8 a 0 para os europeus. A ida de Neymar ao PSG inviabilizaria a realização do segundo duelo – e obrigaria, na visão alvinegra, o pagamento dos € 4,5 milhões como compensação ao Santos.

O clube brasileiro também prevê o recebimento de até 4% do que for pago pelos franceses como indenização do mecanismo de solidariedade da Fifa, que remunera os formadores com até 5% dos valores de transferências internacionais. Especula-se que o PSG pagará a multa de € 222 milhões (R$ 821 milhões, aproximadamente) para rescindir o contrato de Neymar com o Barcelona, o que pode render quase R$ 33 milhões ao Santos.